Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

     Desde 1994, Rondon do Pará vem se consolidando como núcleo universitário regional estratégico da BR 222, no sul e sudeste do Pará. O primeiro curso universitário foi o de letras e funcionou em várias escolas do município: Lucíolo Oliveira Rabelo, Elídia Maria dos Santos, Maria Lei Miranda Colares e Dionísio Bentes de Carvalho e na Câmara Municipal, pela ausência de um campus universitário. Depois de muita luta e mobilização dos movimentos sociais, através de um processo de articulação política, em 1998 foi inaugurado o primeiro prédio do pólo universitário, atendendo a demanda de estudantes de vários municípios do sul e sudeste paraense e de outros estados vizinhos, como o Maranhão.


     Mesmo considerando o grande empenho da Universidade Federal do Pará – UFPA, no processo de interiorização, para atender a demandas de municípios distantes da capital, não se resolveu a contento a necessidade de formação superior. Considerando esse cenário, a UFPA, juntamente com a sociedade civil organizada da região, políticos do estado, continuaram se mobilizando e articulando para a implantação de uma universidade no sul e sudeste paraenses. Das mais de 100 mil assinaturas colhidas e protocoladas junto ao MEC, quatro mil e quinhentas foram mobilizadas em Rondon do Pará.


     Em cinco de junho de 2013, através da Lei nº 12.824 criou-se a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), que foi o desmembramento da Universidade Federal do Pará (UFPA), Campus Universitário de Marabá. De acordo com o Art. 2º da referida lei “a Unifesspa tem por objetivo ministrar ensino superior, desenvolver pesquisa nas diversas áreas do conhecimento e promover a extensão universitária, caracterizando sua inserção regional mediante atuação multicampi”.


     A Unifesspa, portanto, será pautada por princípios orientadores que visam à integração da região e o desenvolvimento dos municípios que perfazem a microrregião de Marabá (mesorregião do sudeste paraense) e seu entorno. Dentre esses princípios, destacam-se o desenvolvimento regional integrado, condição essencial para a permanência dos cidadãos na região; o acesso ao ensino superior como fator decisivo para o desenvolvimento das capacidades econômicas e sociais da região; a qualificação profissional e o compromisso de inclusão social que devem pautar todo projeto político-pedagógico e que dão sentido ao conhecimento; o desenvolvimento do ensino, da pesquisa e da extensão como condição de existência de um ensino crítico, investigativo e inovador; e a interação entre as cidades e os estados que compõem a região.


     Sediada na cidade de Marabá, Campus Universitário de Marabá, a Unifesspa desenvolverá atividades envolvendo os municípios da mesorregião Sudeste Paraense (formada pela união de 39 municípios agrupados em sete microrregiões), uma das seis mesorregiões do estado. Compõem a Unifesspa os Campi de Rondon do Pará, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu e Xinguara.


     Em 2014, o Instituto de Ciências Sociais Aplicadas – ICSA iniciou as primeiras turmas dos cursos de ciências contábeis e administração, funcionando em uma estrutura de 690,80 m2, compondo-se de três salas de aulas, de 48m2, abrigando 40 alunos cada; secretaria geral, biblioteca, dois banheiros, Laboratório de informática e sala de professores. Hoje, o Instituto conta com cerca de 320 discentes, seis técnicos administrativos e 23 docentes.


     No dia 02 de fevereiro de 2017 foi inaugurado o prédio novo do Campus Universitário de Rondon do Pará que tem 2 mil m² de área construída, espaço, oferecendo uma nova e ampla estrutura aos discentes, sociedade e servidores do Campus. Com um investimento de mais de R$ 4 milhões, o prédio conta com biblioteca, doze salas de aula com capacidade para 40 alunos cada, três mini-auditórios e salas administrativas. O destaque da obra é a biblioteca construída no pavimento térreo que possui 197,72 m². Além das áreas de estudo coletivas e individuais, a biblioteca oferece duas salas climatizadas para receber grupos de estudos. Com a finalização da obra, o ICSA triplicou sua área total, passando de 690,80 m2 para 2.670,64 m2 de área construída.


     Rondon do Pará segue construindo a esperança e enfrentando novos desafios. Com a previsão do curso de jornalismo para 2018 e de mais dois cursos para os anos subsequentes, a Unifesspa pretende alcançar a sua meta de consolidação de uma universidade “multicampi”, levando e construindo o conhecimento nos vários cantos e recantos do sul e sudeste paraense. Isso tudo só é possível com muita luta e mobilização popular. VIVA A UNIVERSIDADE PÚBLICA, PLURAL E DEMOCRÁTICA.

Fim do conteúdo da página